Etiquetas

, , , , ,

Eu queria chegar além,
lá ao fim do princípio de todo o início.
Ter sede e não beber os dias sofregamente.
Tudo dizer sem os lábios mover em falas perdidas.

Queria ser o que me sustem,
matéria derramada num mar de terra;
vaguear ao ritmo desta raiva que me mantém.
Marcar os tempos que morrem com ferro em brasa.

Perder a alma, o coração;
Semear sombrias revoltas ao vento;
encarcerar os lamentos;
agarrar toda a luz da esperança e abalar.

António Patrício

Desejada viagem