Etiquetas

, , ,

Há dias que nasceram noites…
E quando a ilusão de luz que nos chegou à vista se esvai tudo fica ainda mais nas trevas.
Há dias que ficam adiados dentro do nosso peito… por uma vida inteira; 
Que nos quebram pelo meio para sempre;
e seremos sempre metade do que fomos um dia.
Metade do que alguma vez voltaremos a ser.

António Patrício Pereira

Por metade

pintura / KwangHo Sin (Coreia do Sul)

Anúncios