Etiquetas

, , , , ,

Porque esperas que te responda?
Limito-me a sentir a cor da tua boca
o sabor da tua pele…

Porque me perguntas o que não sei?
Limito-me a seguir a luz dos teus olhos,
o cheiro a milho maduro dos teus cabelos.

Porque esperas respostas?
Só o abandono é perfeito
no marulhar das águas que trazes na voz.

Porque procuras em mim o que não tenho?
Se é na margem do teu corpo que encontro o meu mar,
o cheiro à terra de que sou feito.

O que é o amor?

Admito; Sou perfeito ignorante,
não sei que cores usar, que palavras derramar…
Mas alguém sabe, em verdade,
a força cantar de um peito a estalar?

António Patrício

Porque perguntas? (notas de rodapé XLIX)