Etiquetas

, , ,

Deixarei que voem,
bem abertas, dedos ao vento;
Por montes, vales, planícies…
Até te encontrarem
num perfume de cerejal.

E no teu regaço,
deixarei minhas mãos
repousar.

António Patrício Pereira

Pois que voem

fotografia de Masao Yamamoto (Japão)

Anúncios