Etiquetas

, , , , ,

Uma estrela acendeu
magro luzeiro no manto negro…
mais além outra
e outra ainda…
Os pássaros ajeitam a noite às penas.
Fazem das árvores silêncios estáticos,
só a brisa os aconchega na solidão das aves…
As flores perdem as cores no sono das sombras,
e fingem morrer.
E eu lá vou dialogando com as pedras;
só elas entendem os meus passos,
monótona ladainha do caminhante
que enterra os dedos no negrume da noite
e espera
quem o oiça
nesta ausência de palavras
que o prende às veias.

António Patrício Pereira

fotografia / Frederic Desmots’s (EUA)