Etiquetas

, , ,

Aqui se dá início ao cortejo
final
dos amores que se queriam perfeitos;
Bebe-se,
cambaleante,
o fel da desilusão em taças turvas
de infernos vividos;
Cantam-se mudas
canções
que foram de esperança
e agora,
apodrecidas,
são largadas nas esquinas,
esquálidas,
do que foi a vontade
e o crer.

Aqui…

Seria bom saber a largura
dos dias
para das ruínas
reconstruir antecedências
enquanto ainda é o meu tempo.

António Patrício Pereira

fotografia / Luca Pierro (Itália)