Etiquetas

, ,

Eduardinho conduzia sempre nos limites de velocidade estabelecidos pelo código da estrada… era um cidadão exemplar; muito respeitador. Seguia pela estrada, cinquenta quilómetros hora; avistou um gatinho na estrada guinou para a esquerda… atropelou um velhinho que atravessava na passadeira; teve, o velhote, morte imediata.
Já o gatinho… foi esborrachado por um selvagem que conduzia a cento e vinte. Pobre bichinho.

ApPereira