Etiquetas

, , , , ,

Atravessamos a noite
como se um animal voraz
nos comesse o coração;
Suplantamos a força que não temos;
grito estrangulado que nos foge
pelos olhos fechados…

Pela alva a raiar oferece-mo-nos
uma manhã sentida
e deixamos o desejo lavrar-nos,
por dentro,
o silêncio que seguramos nas mãos
quietas.

António Patrício

fotografia / Masao Yamamoto (Japão)