Etiquetas

, , , , , ,

Vou marcando, esta corda
que me leva da vida à morte,
com nós.
Cada dia um nó, um rasto de passagem
deixado pelo caminho.
Cada sinal tem
todas as impressões
alegrias
desalentos e ternuras
que vou encontrando nas bermas
deste tempo…
Vou marcando
esta fé na vida que me preenche as veias…
E teimo em viver,
continuo
para além do áspero sentir da terra que piso
de olhos postos nos poentes que me vão escorrendo
pelo rosto cansado.

António Patrício

nc3b3corda1