Etiquetas

, , , ,

Sinto-me capaz de caminhar
pelas margens do teu corpo;
Viajar sem rumo,
esquecido dos homens
e do tempo.
Reconstruir em ti
a saudade da minha própria pele…

e morrer neste destino de viajante.

António Patrício

Destino de viajante (Post-Scriptum XXIII)

fotografia de Katia Chausheva (Bulgária)