Etiquetas

,

Amarro as mãos
para parar de falar
sobre as distâncias do teu corpo…
Retenho a voz no olhar mudo
prenhe de palavras.

António Patrício

De mãos amarradas (bloco de apontamentos XX)