Etiquetas

, , , , , ,

Chegam vozes no movimento das marés
e nenhuma te pertence.
Grande é o mar que me tolda o olhar
nesta hora salgada;

Já o azul se dilui em confusas transparências
neste tempo mutilado.
Quis vencer este sofrido Inverno
mas as palavras deixaram de ser minhas cúmplices…

Abandono as gaivotas
no seu voo circular,
caminho areias molhadas…
Deixo a saudade à deriva no vento…
Amor? Uma palavra antiga,
nada mais.

António Patrício

Nada mais (notas de rodapé XXVIII)

fotografia de Nuno Sousa (Portugal)