Etiquetas

, , , ,

Trago em mim
um espaço para o esquecimento,
assim como o mar
tem um espaço para as tumultuosas
águas do rio após a tempestade.

Estranho ser o homem que se perde,
pouco a pouco,
a cada curva da memória…

António Patrício

Espaço do esquecimento (poema de algibeira XLVII)