Etiquetas

, , , , ,

Desenho os acidentes do teu corpo,
relevos eternos no Oeste da tua pele
Dou cor aos vales e planícies a Este.
Descubro os teus olhos a Norte.
Ao Sul exploro coxas , mares adormecidos.

Calculo a cota entre os teus seios
e o teu ventre,
percorro sendas imaginadas.
Alinho sextantes, traço o caminho
para os teus lábios.

António Patrício

  1. Atabalhoados calculos (poema de algibeira XXXVIII)