Etiquetas

, , , , , ,

De novo este espelho
onde me perco em vidas…
Quantas tenho?
Da que vivo sei os tempos
que me levam
para longe da hora primeira;
dos reflexos que sou nada sei;
geográficas facetas repetidas
vezes de conta perdida.
Olho-me no rosto estranho
que me devolve o frio plano.
Este que já não sou eu
parte em novos rumos…
outros reflexos.

António Patrício

Reflexos