Etiquetas

, , , , ,

Pode a circunstância levar
a palavra com que escrevo,
Outonos e Invernos,
a razão e o pensamento.

Pode o mar perder as marés,
o Sol viajar para parte incerta,
a Lua desenhar novas órbitas
numa galáxia qualquer.

Podem os jardins definhar,
as árvores andar em tropel,
as fontes das águas secar,
os animais falar.

A Terra pode parar…
Mas a Primavera do teu sorriso
não me pode faltar.
Quente aconchego para o que sou.

António Patrício

o que não me pode faltar