Etiquetas

, , , , ,

Saber-te, corpo e alma presentes
é saber rumos
que unidos somos

Imperfeições ilustradas
em recortados labirintos
deste pensar os dias

Esquecimento
de futuros incertos;
caminhos pedregosos
hoje trilhados

Por teima uns ainda levados,
outros caídos por força,
forte vontade de sonhos manter.
Traços a giz riscados

No abismado tempo corrente
deitar raízes,
resistir às nefastas marés,
e a vida continuar.

António Patrício

Saber-te é saber-me

fotografia de Yamabato (Japão)