Etiquetas

, , , , ,

Das horas fazer escada,
trepar os segundos,
saltar os minutos.

Atravessar fios invisíveis
no ar suspensos.
Funambular os dias.
Pular mares.
Abraçar planícies.
Do vento fazer aliado,
correr as noite
de uma golfada só.

E quando esgotado
o meu corpo estiver
e o desejo doer,
será o teu peito refúgio,
abrigo para o tanto querer
do meu desconhecido
tempo.

António Patrício

Refúgio

fotografia de Dariusz Klimczak (Polónia)