Etiquetas

, , , , , , , ,

Bastaria uma pequena
fenda no muro
e tu irias entender
a liberdade dos dias
a revolta
que me mantém
a força
a dor
a mágoa e o que mais houver
a chama que me alimenta
o desejo
o verbo
a palavra cuspida, por dizer
a raiva…
entenderias
os dentes cerrados
o esgar medonho
a pele coriácea
este correr
fugir
gritar lancinante
que me rasga as entranhas
e me perde…
irias entender
que nesta fuga constante
procuro
procuro-me
sofro a transparência
do egoísmo acabado
sobre mim…
bastaria uma mão estendida
para me encontrar
a tua!
bastaria uma pequena
fenda no teu (no meu) orgulho
bastaria.

António Patrício

De dentes cerrados

fotografia de Katia Chausheva (Bulgária)