Etiquetas

, , , , , ,

Aqui estou, feito ser!
Da terra nascido,
de um corpo parido,
em carne e sangue moldado,
de espanto alimentado.
Homem entre homens;
Transporto em mim
todas as dúvidas,
nenhumas certezas…
Que pelo caminho as perdi já!
Vou olhando a vida deslumbrado,
entre o que há-de vir
e o que não voltará.

Na contabilidade do existir,
pudesse eu continuar sempre
a sonhar os dias,
que as noites guardo para pensar.
Neste presente mais que imperfeito,
em palavras cansadas,
vou relendo o que já perdi…
Tantas dores, tantas esperanças…
Incompleto neste fruir
de uma vida que não pedi,
que (ainda) não perdi,
vou vivendo um presente
de futuros alimentado.

António Patrício Pereira